Epá, tem alguma piada, mas mesmo assim, é esquisit…

Epá, tem alguma piada, mas mesmo assim, é esquisito… Tanto no artigo de jornal, como no Cotonete, usam o meu texto, ou partes dele, para explicar os podcasts. É bom ver que, de alguma maneira, já “marquei” os podcasts, mas não me importava mesmo nada que me dissessem que usaram ou iriam usar o que eu escrevi

Editado: Atenção! Não quero que me peçam autorização para o usar! Apenas que me digam onde o usam, não só para saber onde me citam, mas também para, se possivel, aqui fazer o link. Sem mais mal entendidos. 😉

A espera acabou… Blitzkrieg Bop 11!

Notas de produção:

Acho que este foi dos programas em que me diverti mais a gravar. O único problema é que parece que vou ter de começar a controlar mesmo o tempo…

Acompanhado pelo Vasco e Catarina Velez Grilo, passamos em revista os Duran Duran, o seu concerto em Lisboa e muito, muito mais!

Alinhamento:
– Hungry Like The Wolf
– View To A Kill
– Reflex
– Girls On Film
– Wild Boys
– Rio

Link para o eMule.

Blitzkrieg Bop Nº10 (DEZ!)

Finalmente, o número 10 chegou. Esta semana foi interessante no que toca a podcasts: respondi a umas perguntas, do Jornal de Noticias, sobre podcasts e fui contactado por um famoso portal de música nacional para fazer “qualquer coisa” para eles. Quanto a isso, vamos ver como fica, quanto ao JN, deve sair na próxima 3ª feira, façam o favor de comprar 8^P.

E finalmente, o programa desta semana… Foi a primeira entrevista que fiz e foi… engraçado… O rapaz até me deu umas dicas para facilitar a gravação fora da marquise do quarto. Ah, e o rapaz foi o Johnny Icon, dos Icon and the Black Roses. Espero que gostem e se não gostarem digam qualquer coisa. O que não invalida também dizerem se gostarem!

Link para o eMule.